OPINIÃO DO RIBEIRO – 09FEV13- Ref. Milícia Mexicana.

OPINIÃO DO RIBEIRO – 09FEV13 MATERIA COPIADA DO UOL

Um grupo de polícia comunitária formado por moradores de cidades do Estado de Guerrero, no México, entregou às autoridades, nesta sexta-feira (8), 11 supostos criminosos que eles mantinham sob guarda. Eles são suspeitos de diversos crimes. Uma organização mexicana, a Upoeg (em espanhol, União de Povos e Organizações do Estado de Guerrero), entregou os acusados, considerados de alta periculosidade…, para que sejam julgados pelas autoridades, conforme foi acordado entre o grupo e os governos federal e estadual. Leia Mais Disputa entre cartéis do narcotráfico deixa 16 mortos no sul do México Homens armados estupram 7 turistas espanholas no México “Vamos investigar a fundo”, diz justiça do México sobre estupro de espanholas Polícia mexicana busca responsáveis pelo estupro de turistas espanholas em Acapulco O grupo ainda detém outros 43 suspeitos em cárcere. A entrega desta sexta, na cidade de Ayutla de los Libres, foi, segundo o líder da Upoeg, Bruno Plácido, “uma prova de vontade de diálogo, enquanto vamos discutindo o que fazer no tema da justiça”. Em entrevista a uma rádio local, Plácido disse que estão “discutindo com as autoridades uma saída para a inconformidade social, para o abandono do Estado mexicano. Queremos que o governo entenda que não estamos contra ele, mas queremos, sim, reestabelecer a ordem e restaurar a dignidade das pessoas”. Na quarta-feira da semana anterior (30 de janeiro), o secretário de Governo do México, Miguel Ángel Osorio, se reuniu na Cidade do México com o governador do Estado de Guerrero, Ángel Aguirre, e representantes da Upoeg para resolver a situação no Estado, situado no sul do país. “Eles foram muito enfáticos que não estão contra o governo federal ou estadual. É um grupo que está assinalando que as forças policiais estão envolvidas em atos de corrupção, e que muitas vezes os criminosos não são detidos”, afirmou o secretário. Grupo armado de Ayutla de los Libres mantém, em cárcere próprio, supostos criminosos Ele declarou também que estes grupos surgiram como consequência das comunidades estarem fartas da falta de aplicação da lei e da escassa presença do Estado em seus três níveis –municipal, estadual e federal. O nascimento da Upoeg na região conhecida como Costa Chica de Guerrero, onde fica o balneário de Acapulco, é o exemplo mais recente da aparição de grupos de autodefesa no México, diante da proliferação do crime organizado, das extorsões, da impunidade e da corrupção de funcionários estatais. Integram a força de vigilantes, moradores de Ayutla de los Libres, Teconoapa e San Marcos, onde, armados e encapuzados, eles realizam funções que caberiam à polícia.

OBS= MATERIA ACIMA MUITO IMPORTANTE. MÉXICO POSSUE UM HISTORICO DE IMPUNIDADE MUITO GRANDE, POR CAUSA DA ALTA CORRUPÇÃO. Não sei se vou exagerar, ao dizer, que a situação no Brasil em termos de corrupção, impunidade e organização de várias células criminosas, caminha em passos largos, para o caos da insegurança. Não será surpresa se um dia, surgir alguem com alta influencia,ou um líder com ideias de segurança, organizar grupos de apoio e começar a fazer Justiça paralelas. A situação Brasileira é complexa, pois estamos diante de uma Justiça lenta, caracterizando omissão mesmo. E atrelado a essa paralisia da Justiça, existem Policias ineficientes,apesar de efetivo grande e aparelhamento eficiente. É voz corrente por todos os rincões brasileiros que a questão da segurança pública precisa de urgentes providencias. O que esta sendo feito em uma região do Mexico, com certeza não será uma boa para o Brasil. Seria sim a derrocada geral das Policias. Esta é miinha opinião.

Anúncios

Sobre RIBEIROJEQUERI

MILITAR APOSENTADO
Esta entrada foi publicada em ARQUIVOS: CATEGORIA GERAL E OPINIÕES DIVERSAS.. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s